0
0
0
s2sdefault

Ser misericordioso é... dar de beber

Quão agonizante deve ser ter sede e não poder beber um copo d’água para aliviá-la. Quão ruim deve ser não estar hidratado. Aliás, quanto pode a desidratação trazer de prejuízos para o organismo humano. A água é o líquido básico para que a vida possa ser possível e sustentável, tanto em se tratando de seres humanos quanto de animais e vegetais. A água, assim como o alimento, dá vigor à vida. E quantos há que não têm condições de ter um único gole d’água! “Tive sede e me destes de beber”, disse Jesus. Ser misericordioso é dar de beber, mas o que é dar de beber?

Dar de beber é o ato mesmo que possibilita a vida que se autossustente, haja vista que podemos permanecer algumas semanas sem alimento, mas não sem água. No entanto, dar de beber não se resume unicamente a ceder um copo d’água a quem o necessite, mas, se quisermos alargar nossos horizontes, diz mais: dar de beber também é zelar pela água, para que ela esteja em condições de consumo.

Olhemos ao redor: a poluição toma conta, não apenas de nossos rios e afins, mas da natureza em si. Noutra ocasião refletimos, ao abordarmos a questão da preservação do planeta Terra, nossa casa comum, que a natureza pede socorro. Dizíamos que é preciso levar a sério as questões com saneamento básico. Quanto desperdício de água! Quanto lixo que entope nosso sistema de esgoto! Quantas substâncias tóxicas que são largadas, imprudentemente, em nossos rios e mares, contaminando as águas! Quanto produto químico é necessário pôr no tratamento sanitário para que a água volte a ter as mínimas condições de consumo humano e animal! Ao mesmo tempo, quanto mal tais substâncias fazem, a curto ou a longo prazo, no organismo humano!

É necessário que os cristãos, mas também todos aqueles de boa vontade, acordem para o mal que, em nome do progresso e o avanço da sociedade, se faz contra este bem tão básico e necessário à subsistência da vida. Estudos apontam que a água doce e potável está diminuindo no planeta. Até quando suportaremos isto? Até que ponto seremos meros espectadores? Por que sermos coniventes com este ataque ao básico da existência, sem percebermos que os prejudicados seremos nós mesmos e os que virão após nós? É necessário acordar... é necessário agir.


Diácono Filipe Maciel Pereira

Vigário Paroquial da Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Viamão.

 

Benfeitores

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

  • Praça Cônego Bernardo Machado dos Santos, 53
  • Viamão - RS
  • (51) 3485.1515